New Olympian


New Olympian
 
InícioInício  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Sentinela Iniciante-One Post para Melody Beaumont

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Éolo
Deuses Menores
Deuses Menores
avatar

Mensagens : 21
Data de inscrição : 27/06/2013
Localização : Ilha de Éolia

Ficha Mística
HP:
9999/9999  (9999/9999)
MP::
9999/9999  (9999/9999)
Arsenal:

MensagemAssunto: Sentinela Iniciante-One Post para Melody Beaumont   Sex Jun 28, 2013 3:23 pm


Sentinela Iniciante!
Missãozinha para aliviar o dia da Melody Beaumont!


A Mais bela garota do chalé de Hades,Melody Beaumont, foi convidada por um jovem meio Sangue chamado Marcus Fêlix,um experiente filho de Atena,para servir como uma especie de guarda para com a entrada e a saída dos Semi-deuses,ela teria que ficar um dia inteiro observando cada movimento feito na entrada,e claro,caso aconteça algo,decepar qualquer um que dificultar o trabalho dela.  

Criterios:
-Minimo 15 Linhas
-15 Dias para entregar
-Conte exatamente tudo até o momento da vigia e após...
-Fale as caracteristicas de Marcus,e coloque os Poderes e armas que você usar em spoiler numa uma batalha.
-Inove e surpreenda-me!
-Boa Sote!

Ran @ Cupcake Graphics
Voltar ao Topo Ir em baixo
Melody Beaumont
Filhos de Hades
Filhos de Hades
avatar

Mensagens : 29
Data de inscrição : 11/06/2013
Idade : 21
Localização : Acampamento Meio Sangue

Ficha Mística
HP:
210/210  (210/210)
MP::
210/210  (210/210)
Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Sentinela Iniciante-One Post para Melody Beaumont   Qua Jul 03, 2013 10:41 am






Estava caminhando pelo acampamento até a área de treinamento com Doom(meu filhote de Cérberus, presentinho do papai), o dia estava lindo, um belo sol, aquele seria um belo dia… Como se eu de fato, tivesse a habilidade de dizer tais, coisas, na verdade o dia estava um saco como sempre, parado, tedioso e irritante. Meu humor estava abaixo de zero, o que significava que eu seria capaz de arrancar a cabeça do primeiro que se colocasse em meu caminho (O que excluía, apenas minhas irmãs e Pietro, que tinham a habilidade de tornar meu dia um pouco melhor)
Segurava minha foice em uma mão e caminhava a passos firmes até a área, quando um filhote de coruja se colocou em meu caminho, simplesmente parou em minha frente com um sorriso, como se aquele fosse o melhor dia da vida dele. Suspirei, em geral quando algum dos filhotinhos de coruja vinham falar comigo, não era boa coisa.
- Você está escalada para ficar de guarda. Deverá vigiar a entrada e saída dos meios sangues.
Ergui uma sombrancelha, tentando me lembrar de ter me inscrito ou me canditadado para algo assim, e simplesmente não me lembrei de nada, apoiei o cabo da foice no chão o olhando, Doom ao meu lado, parecia partilhar do sentimento de incomodo com relação a presença do rapaz atrapalhando o que seria um belo treinamento, ele rosnava baixo, o que fez o rapaz dar um passo para trás. Esperto da parte dele, afinal, um cachorro normal te mordendo é incomodo, como seria a mordida de um cão de três cabeças.
- Doom, não. –Falei em voz de comando, e ele apenas gemeu e parou de rosnar, voltei minha atenção ao rapaz, com minha melhor cara de tédio – Não me lembro de ter pedido para fazer esse tipo de atividade.
O rapaz provavelmente já havia ouvido falar de meu humor, e da forma como eu era parecida com meu pai. Ele suspirou  e finalmente tirou o sorriso idiota da cara, parecia incomodado com a forma como eu o olhava.
- Quíron a escolheu. É uma missão e você terá a chance de decepar qualquer um que atrapalhe seu serviço. Agora com licença.
O rapaz saiu, de fato, ter a chance de decepar algumas cabeças era algo que me agradava, ele fora esperto em mencionar tal fato. Olhei para Doom, que também parecia ter ficado animado. Imaginava como ele seria quando crescesse, provavelmente solitário, raivoso e meio assassino, e a ideia dele dessa forma me agradou, considerando que ele me obedecia cegamente, isso com certeza seria agradável.
- Vem garoto…. Temos um serviço.
Falei e fui andando para o local onde deveria ficar, pelo resto do dia, observando os semi-deuses entrarem e saírem, entrarem e saírem….
A manhã já havia ido embora, Doom dormia encostado a pedra onde eu estava sentada passando um pano em minha foice a limpando. Estava sendo um tédio, nada divertido, todos pareciam seguir as regras, e não quererem atrapalhar meu serviço, pensava se aquilo se devia ao fato de eu ter quebrado o braço de um filho de Éolo no meu primeiro dia ali, ou talvez por eu ter quase afogado um filho de Ares que quisera me mostrar quem era o foda dali no meu primeiro dia, quando ainda nem sabia que era filha de Hades.
Vi dois filhos de Ares vindo em minha direção, provavelmente pensavam em sair do acampamento.
- Quem liberou a saída de vocês?
Perguntei alto chamando a atenção deles, eles se aproximaram e me entregaram um papel, que liberava a saída de um deles apenas, ergui o olhar para eles, sem falarnada, explicando a explicação que deveria vir a seguir ou que um deles se virasse e voltasse pelo caminho de onde viera.
- O que foi? A menininha pretende nos impedir é?
O mais alto dos dois falou em quando o outro dava um passo para trás. O rapaz havia cometido dois erros seguidos, ser irônico comigo e me chamar de menininha. Me levantei da pedra, e ao meu movimento Doom se colocou em posição de alerta olhando o outro rapaz. Era engraçado o tamanho de um cerberus filhote, afinal se ele adulto era maior que um cavalo, ele filhote, era do tamanho de um doberman adulto.
- Você volta daqui. AGORA.
Eu falei o olhando no olhos (o que me fazia olhar para cima). Ele começou a rir e puxou a espada, o outro fez o mesmo, mas Doom era rápido, e pulou nele, suas patas ficaram no peito do rapaz que bateu com as costas na parede, Doom rosnava, o que era bem interessante, naquele momento o filho de Ares tinha um cérberus  apoiado contra seu peito e s três cabeças a encará-lo rosnando, aquilo não devia ser agradável.
Eu não me mexi, apenas olhei o maior que estava em minha frente, Doom não atacaria sem um comando meu, ou sem o rapaz o ameçar, e por mim, quem ameaçava Doom merecia uma morte pelos dentes dele.
Eu o rapaz maior nos encarávamos, eu não podia dizer que não queria que ele me atacasse, ao menos seria uma forma de tirar o tédio em que eu me encontrava. Pensava em como Ares se sentiria com relação a mim se eu arrancasse a cabeça de seu filho, bem, logo, logo eu descobriria.
Ele avançou com a espada na direção de meu pescoço, me movi rápido e coloquei a foice na frente, a espada bateu no cabo e escorregou na direção da lâmina, travando ali, ele empurrou a espada, se fôssemos disputar força, com certeza eu levaria a pior, então resolvi usar a cabeça.
Me concentrei e fiz a terra ao nosso redor subir e ir em direção ao rosto dele, aquilo não o machucaria de fato, mas seria uma distração.

Geocinese Iniciante:
 
Ele deu um passo para trás, a areia parecia entrar nos olhos, nariz e ouvido dele, mas aquilo me cansava. Deixei a terra cair e avancei contra ele, rodei a foice que parou com a lâmina nas costas dele e o cabo do lado, eu estava agachada segurando a foice. Ele me olhou surpreso e furioso.
Eu realmente estava tentando não mata-lo, não por falta de vontade, mas por querer evitar ter que me explicar para Ares, eu não era adepta a pedir desculpas, e isso poderia causar uma grande confusão.
Ele rodou a espada que bateu no cabo da foice e a afastou dele, e em seguida em um segundo movimento a espada bateu em meu ombro, criando um talho ali, soltei um gemido baixo de dor, e cai de joelhos, vi o sangue inundar minha blusa. Ele voltou a me atacar, agora tentava acertar a espada em meu rosto, por impulso coloquei o braço na frente, ele criou outro talho, me ergui e puxei a foice, ele me irritava profundamente.
Rodei a foice no alto e me concentrando na terra ao meu redor, a controlei formando uma espécie de muro aona minha frente, joguei contra ele e avancei contra ele em seguida.
A partir dali as coisas aconteceram de forma rápida e confusa, em um momento havia um muro de terra entre eu e ele, e no seguinte, a terra avançou contra ele, o acertando em cheio na frente. Ele cambaleou e fechou os olhos, abaixei a foice a movimentando com maestria, por ser de ferro estigio.
Maestria com Armas de Ferro Estigio:
 
Minha lâmina estava no pescoço dele quando este veio a abrir os olhos. Eu sorri de forma fria, e empurrei a lâmina, decepando a cabeça dele, que caiu e rolou até os pés do irmão que ainda era rendido por Doom. O rapazpareceu congelar, o corpo caiu aos meus pés.
Me abaixei e puxei um pedaço da blusa dele limpando minha foice, em silêncio. Me ergui e fui caminhando em direção ao rapaz que ainda estava vivo, que olhava a cabeça do irmão de olhos arregalados, peguei  a cabeça.
- Mais um para você papai.
Falei e me ergui segurando a cabeça.
- Doom, senta.
O cérberus chorou baixinho, talvez elequisesse “brincar” com o rapaz. Bem, não naquele momento. Olhei o rapaz de forma séria, o que era típico de mim
- Você pode ir..
O rapaz saiu dali correndo, mas ao invés de ir na direção que deveria, que seria para fora, ele voltou para o acampamento.
Eu ri e comecei a caminhar na direção do acampamento, um rapaz vinha, provavelmente o que iria me substituir, a noite caia de forma lenta, e a escuridão que envolvia o lugar me agradava.
Entrei na varanda da casa grande e olhei para Quíron jogando a cabeça do rapaz aos pés dele
- Acho que você vai precisar explicar a morte de um dos filhos de Ares.
Eu falei e virei as costas para sair dali, mas eu sabia que não seria fácil assim, afinal eu acabara de matar e arrancar a cabeça de um rapaz, sem me explicar, mas provavelmente Quíron não esperava muitas explicações de minha parte, eu nunca me explicava.
- Mel, quando eu disse que você poderia decepar a cabeça de alguém que complicasse seu serviço, não quis dizer literalmente. Ares não vai ficar feliz com isso
Eu parei e me virei olhando Quíron, Doom estava um pouco adiante sentado me esperando.
- Então não deveria ter falado que eu poderia decepar, além disso, se Ares não quer que os filhos dele morram, devia ensiná-los a respeitarem as filhas de Hdes, ou a lutarem melhor.
Falei e sai andando, com um cérberus saltitante atrás, entrei em meu chalé e comecei a limpar e cuidar dos ferimentos, afinal, eu ainda pretendia fazer um treino naquele dia e para isso meu braço seria necessário.


template by: MM's GIRL on Tdn!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Éolo
Deuses Menores
Deuses Menores
avatar

Mensagens : 21
Data de inscrição : 27/06/2013
Localização : Ilha de Éolia

Ficha Mística
HP:
9999/9999  (9999/9999)
MP::
9999/9999  (9999/9999)
Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Sentinela Iniciante-One Post para Melody Beaumont   Qua Jul 03, 2013 11:38 am


Sentinela Iniciante!
Missãozinha para aliviar o dia da Melody Beaumont!


Parabéns,para uma filha de Hades você foi perfeita na missão,para mim você é a nota 10 das One Posts,passando até da Mandy....

Prêmios:

-100 XP
-350 Dracmas
-Laminas do Guerreiro[Laminas criadas no tártaro e com a benção de Ares,quando a arma usada com muita frequencia libera um poder Inacreditavel,que pode lançar chamas e fazer super danos no inimigo..]

Ran @ Cupcake Graphics
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Sentinela Iniciante-One Post para Melody Beaumont   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Sentinela Iniciante-One Post para Melody Beaumont
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» One post para Hazel
» Quem Conseguirá Enganar a Morte? - One-Post para Helena R. Katsaros
» O reerguer do mal | Missão One-Post para Amélia e Elise
» ๑۩۞۩๑ Simbolos para o chat ou post ๑۩۞۩๑
» Chamado / Rastro de Cthulhu para iniciantes

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
New Olympian :: Acampamento Meio-Sangue :: Entrada do Acampamento-
Ir para: